Fornecedores: o crescimento da empresa depende deles.



Gerenciar o trabalho dos fornecedores é um desafio em tanto, ainda mais quando se faz isso sozinho. Para isso, citamos algumas dicas para pequenos ou novos empreendedores que visam o melhor desempenho de suas empresas.



Para um empreendedor oferecer seus produtos para clientes, ele depende de uma série de matérias primas, insumos e serviços. As empresas que fornecem essas demandas são chamadas de fornecedores. Portanto o bom funcionamento do negócio depende deles, já que é essencial ter os produtos entregues por eles.

Essa dependência que a empresa acaba tendo dos fornecedores pode atrapalhar no seu crescimento já que qualquer falha da contratada pode acumular perdas substanciais. Para evitar esse possível problema é essencial uma ação estratégica do empreendedor, trabalhando a gestão de fornecedores, serviço que já foi incrementado em grandes e medias empresas pelo mundo. Para isso o empresário deve visar sempre em seus abastecedores um serviço de qualidade, o prazo de entrega, a capacidade produtiva, a localização da empresa, a confiabilidade e por ultimo, mas não mais importante, o capital gasto nesse serviço já que o produto deve ter preços competitivos, portanto a diminuição dos custos faz com que a empresa trabalhe com um bom preço dentro do mercado. É bom lembrar que nem sempre o mais barato é o melhor para o seu negocio já que deve ser analisada a qualidade.

Primeiramente deve-se escolher os fornecedores com quem deseja trabalhar, certificando-se sempre que as necessidades da empresa serão totalmente atendidas. É bom saber com que tipos você pode trabalhar, já que existem fornecedores exclusivos, que trabalham apenas com um produto. Podemos destacar alguns tipos: primário, responsável pela ligação com as empresas de grande porte; internacionais, trabalham com produtos importados; ou vários fornecedores que trabalham com o mesmo produto. Para fazer o levantamento deles e enfim a escolha pesquise em revistas sobre o produto que você trabalha (normalmente tem propaganda deles), internet, feiras e comércios locais. Outra dica é dar uma analise no PROCON para ver se não existem reclamações dos possíveis contratados. Tenha pelo menos dois fornecedores para cada matéria prima que você utilize, assim não se torna dependente de nenhuma empresa.

Após escolher, enumere seus objetivos como empreendedor e organize planilhas que consigam acompanhar o estoque, datas combinadas de entregas. Um detalhe que sempre deve ser percebido é o caso de atraso, que sempre deve ser anotado, já que isso pode servir para analises futuras sobre a empresa fornecedora contratada. O bom relacionamento com abastecedores é essencial, lembre-se que quanto mais a empresa lucra, mais compra deles, criando um ciclo lucrativo satisfatório para os dois lados. No final, com o passar do tempo, o empresário terá melhor entendimento dos custos e valores envolvidos na cadeia de suprimentos, sendo capaz de dar criticas e receber criticas construtivas de seus fornecedores. É bom salientar que falhas acontecem e provavelmente algum dia o fornecedor atrasara a mercadoria, isso é exceção e deve ser entendido pela empresa, portando como já foi falado, é uma exceção e não deve ser repetida frequentemente. Em caso de isso acontecer é recomendável analisar novos fornecedores.

Caso tenha mais dúvidas de como analisar melhor seus fornecedores entre em contato com a gente.


84 visualizações

Copyright © 2019 Equilíbrio Assessoria Econômica Solidária. Feito por William José Wülfing. Todos os direitos reservados.

  • Black Facebook Icon
  • Black Instagram Icon
  • Preto Ícone LinkedIn